Donald J. Trump, então, é oficialmente o novo presidente dos Estados Unidos da América. O magnata e pseudo-celebridade, que se elegeu com um pesado discurso demagogo e nacionalista e com duras declarações contra imigrantes e tomou posse na semana passada, já começou a cumprir parte de suas promessas de campanha, inclusive a que garante que o México vai pagar pelo muro que os EUA vão construir na fronteira entre os dois países.

A ideia do 5 temas é reunir, semanalmente, cinco canções ao redor de um tema, seja ele qual for. Na semana passada, quando inaugurei a série, homenageei Nara Leão, que teria completado 75 anos no dia 19 de janeiro. Se você tem alguma sugestão de tema para a série, é só deixar nos comentários! 

Em homenagem (vai nessa!) a Trump e para mostrar (só) um dos lados da “boniteza” do movimento (forçado ou não, aceito ou não) de pessoas entre países, vou reunir aqui cinco intérpretes famosos que têm a imigração na sua história e no seu sangue – e que ajudam a colorir a cultura dos países que escolheram (ou que os pais ou avós escolheram) para viver. Boa audição e boa diversão!

Da Romênia para Israel: Asaf Avidan
Asaf Avidan Romênia IsraelPara começar, um cantor israelense que eu só conheci depois de ter morado sete anos em Israel: Asaf Avidan. Na infância, Avidan passou quatro anos na Jamaica, porque os pais dele eram funcionários da diplomacia israelense. Os avós dele emigraram da Romênia para Israel. Ele é o líder da banda de folk rock Asaf Avidan & the Mojos. A banda foi criada em Jerusalém em 2006 e tem três discos: The Reckoning (2008), Poor Boy/ Lucky Man (2009) e Through the Gale (2010). Uma das canções mais conhecidas dele é a poderosa “Reckoning song (One day)“. Faz pensar.

One day baby, we’ll be old
Oh baby, we’ll be old
And think of all the stories that we could have told

De Portugal para o Canadá: Nelly Furtado
Nelly Furtado Portugal CanadáFilha dos portugueses Maria Manuela e António José Furtado, açorianos, Nelly Furtado nasceu no Canadá em 1978. Conta a Wikipedia: “(Nelly) aprendeu a tocar trombone quando tinha nove anos de idade e o teclado quando tinha onze. Começou a compor as suas próprias canções quando tinha apenas treze anos”. A música que eu escolhi é a ganhadora do Emmy “I’m like a bird“, um de seus primeiros sucessos (de 2002).

I’m like a bird, I’ll only fly away
I don’t know where my soul is,
I don’t know where my home is

Dos EUA para a Argentina: Kevin Johansen

Kevin Johansen EUA ArgentinaFilho de mãe argentina e pai estadunidense, Kevin Johansen nasceu em Fairbanks, no Alaska, e tem nacionalidade argentina. A família andarilha se mudou do Alaska, onde ele viveu até os 5 anos de idade, para San Francisco, na Califórnia, e, quando ele tinha 12, se instalou em Buenos Aires, onde vive atualmente. Ele também viveu em Montevidéu, no Uruguai, onde “começou a dar seus primeiros passos no mundo da música, aprendendo a tocar violão”. A sugestão da canção de Johansen é da Dafne, minha esposa, fã dele: “Desde que te perdí“: Mas ela ficou indecisa entre essa e “No dias quizás(ouça).

Desde que te perdí las puertas
se me abren de par en par,
se me abrió hasta la puerta de Alcalá
y yo aprovecho cada oportunidad

Da URSS para os EUA: Regina Spektor
Regina Spektor URSS EUAA cantora Regina Spektor nasceu em Moscou em 1980, em uma família judia da então União Soviética. Cresceu cercada de música: o pai, Ilya, era fotógrafo profissional e apaixonado por violino; a mãe, Bella, era professora de música e ensinava em um conservatório local. Em 1989, quando Regina tinha 9 anos e meio, os pais dela se mudaram para Nova York – como fizeram muitos judeus soviéticos na época (outros muitos foram para Israel). Conta a Wikipedia: “Ela não falava inglês quando chegou aos EUA. Anos mais tarde, em uma entrevista, confessou que o exílio, longe de ser um processo traumático para ela, foi ‘divertido e emocionante’, embora para os pais tenha sido diferente”. A sugestão da música dela é da Dafne, também: “Us“. A letra é bem interessante e começa assim: “They made a statue of us/ And it put it on a mountain top/ Now tourists come and stare at us/ Blow bubbles with their gum/ Take photographs for fun, have fun“. Será que ela se refere aos imigrantes?

We’re living in a den of thieves
Rummaging for answers in the pages
We’re living in a den of thieves
And it’s contagious

Da Rússia (e das Bahamas) para os EUA: Lenny Kravitz
Lenny Kravitz Rússia EUAO nome verdadeiro de Lenny Kravitz é Leonard Albert Kravitz. Nascido em 1964 em Nova York, Kravitz é filho de Roxie Roker, atriz nascida nas Bahamas, e de Sy Kravitz, executivo de TV russo. É bem difícil escolher uma canção dele, mas fico com “Are you gonna go my way?

I was born long ago
I am the chosen I’m the one
I’ve come to save the day
And I won’t leave until I’m done

Anúncios