O chefe da folia
Pelo telefone manda me avisar
Que com alegria
Não se questione para se brincar

Assim começa “Pelo Telefone“, o primeiro samba gravado da história. E ele acabou de completar 100 anos de idade. Foi composto por Ernesto dos Santos, conhecido como Donga, com parceria do jornalista Mauro de Almeida. Naquela época, 1916, quando foi registrado, era “Pelo Telephone”, com ph. Ouça:

Para lembrar o aniversário de 100 anos da melodia, comemorada no último domingo, dia 27, o Google preparou o doodle que ilustra este post, visível no buscador no Brasil. Em sua página, a empresa conta:

Por ter sido concebida pela primeira vez na casa de Tia Ciata, onde os músicos com frequência participavam de rodas de samba, muitos outros tentaram reivindicar a autoria da melodia. Mas foi Donga quem registrou a partitura na Biblioteca Nacional do Brasil, em 27 de novembro de 1916.

Segundo a Wikipedia, “Pelo Telefone” “originalmente intitulava-se ‘Roceiro’ e foi uma criação coletiva, com participação de João da Baiana, Pixinguinha, Caninha, Hilário Jovino Ferreira e Sinhô, entre outros”.

A revista Brasileiros conta que o livro “Música Popular Brasileira – Histórias da Sua Gente“, lançado em 1992, tem um capítulo inteiramente dedicado à controversa composição, sob o título “Um Telefone Que Deu O Que Falar”. O site da publicação reproduz na íntegra o capítulo assinado por Renato Vivacqua, escritor e pesquisador de música popular.

Chefe da Polícia
Você certamente já ouviu a versão que começa assim:

O chefe da Polícia
Pelo telefone
Manda-me avisar
Que na Carioca
Tem uma roleta
Para se jogar

No capítulo reproduzido pela Brasileiros a história dessa versão aparece: “é de 1913, quando repórteres de A Noite colocaram uma roleta no Largo da Carioca, para mostrar que o chefe de Polícia fazia vista grossa à jogatina”. O site Musica Brasilis conta a história completa do episódio, que terminou com a apreensão da roleta dos jornalistas:

A edição do jornal naquele dia foi um sucesso, encerrando a narração do incidente com uma ameaça: “E cá está a roleta para uma nova fezinha se o senhor doutor chefe-de-polícia continuar a fazer declarações tão patetas”.

pelo_telephone1

Anúncios