Minha curta análise (editada para ser publicada aqui) que entrou hoje no Metro Jornal, acompanhando a matéria sobre a escalada da violência em Israel, com quatro incidentes ao longo de cerca de duas horas em Jerusalém e em Raanana, cidade próxima de Tel Aviv que costumava ser pacata, e um saldo de três civis israelenses e dois atacantes palestinos mortos, além de ao menos 20 pessoas feridas. Ao final publico um vídeo de um dos ataques em Jerusalém, por considerar que é importante para dar cara ao terror.

É difícil responder se o que estamos assistindo em Israel já é ou não uma terceira intifada. Na verdade, pouco importa.

Como lembrou o Haaretz, intifada é uma “sacudida”, como as que cachorros molhados costumam dar. Nesse sentido, não há erro: algo intenso está ocorrendo, ainda que de forma isolada, para “sacudir” as coisas. Há insatisfeitos em todos os lados dessa equação.

Por enquanto, contudo, chamemos o que está havendo de “onda de terror individual”. O tempo – e a reação dos líderes – dirão rapidamente se é apenas isso ou algo mais. Mais violência é esperada. (foto: Ammar Awad/Reuters)

 

Publicado originalmente no Metro de 14.out.2015 à pág. 14 (clique abaixo para acessar a versão PDF ou leia na versão web).

Metro 14out2015 Mundo

Anúncios