1 real sem deus seja louvadoAlgumas pessoas sabem que, desde os 12 anos, coleciono cédulas e moedas do mundo todo. Hoje tenho dinheiro de mais de uma centena de países, alguns nem sequer reconhecidos, outros já inexistentes. É uma coleção deliciosa, que permite viajar pela cultura, pelos hábitos e personagens importantes dos países e conhecer mais sobre cada um.

Depois de anos guardando em um envelope as cédulas que eu trazia de viagens ou ganhava de amigos e parentes, resolvi organizar tudo em álbuns.

O nosso real, adotado em 1994, tem cédulas que valem (bem) mais do que seu valor de face. Um exemplo é a cédula de R$ 1 de uma série que saiu, por esquecimento, sem a inscrição “Deus seja louvado”, que aparece normalmente em todas as notas brasileiras desde 1986.

Uma nota dessas vale R$ 12 entre colecionadores – e eu tenho duas delas (na foto), assinadas pelos então ministros da Fazenda Rubens Ricupero (que ficou menos de cinco meses no cargo, entre 30 de março e 6 de setembro de 1994, e Fernando Henrique Cardoso, que assumiria a presidência em janeiro de 1995.

Você sabia que uma cédula de R$ 100 dessa série assinada por Ricupero com a inscrição “Deus seja louvado” pode valer até R$ 3.150? Segundo o vídeo abaixo, esse é o valor entre colecionadores, porque são muito raras. Mas o caso mais notável é de uma cédula de R$ 5 que pode valer até R$ 2 mil. Elas têm um asterisco que mostra que são reposições.

Uma cédula de polímero de R$ 10, que saiu de circulação, pode valer até R$ 2.450. Quando visitei a Casa da Moeda, no Rio de Janeiro, alguns anos atrás, um funcionário me contou que essas cédulas deixaram de circular porque não foram bem aceitas pelo público. O motivo? As pessoas reclamavam do vinco formado ao guardar a nota dobrada nas carteiras. O detalhe é que uma cédula de polímero, embora custe o dobro da de papel, dura até quatro vezes mais…

Assista ao vídeo para conhecer outras curiosidades sobre cédulas e moedas de reais que podem valer bem mais do que o seu valor de face (e fique de olho, uma delas pode passar pelas suas mãos sem você perceber a qualquer momento!)

Anúncios