A professora e tradutora Ana Maria Piazera-Davison, que dá aulas de Português, Inglês e Literatura dos dois idiomas, publicou hoje no Facebook algumas escorregadas lamentavelmente comuns no português – e que, com um pouco de atenção e cuidado ao escrever, podem facilmente ser evitadas.

“Além de ‘nada haver’ (o correto é ‘nada a ver’) e de ‘há tempos atrás’, algumas outras deveriam ser evitadas”, escreveu, já avisando que é “muito chata com o português massacrado”. Será que ela topa ser colunista do GT:Jor, dando dicas no espaço “Fale certo, escreva certo”?

Fale certo, escreva bemLíngua Portuguesa: você está fazendo isso errado

Vamos, portanto, às dicas da professora Ana Maria, cheias de humor e de ironia – principalmente sobre redundâncias ou pleonasmos infelizmente comuns em textos jornalísticos.

1) “Planos ou projetos para o futuro”. Você conhece alguém que faz planos para o passado? Só se for o Michael Fox no filme “De volta para o Futuro”!

2) “Criar novos empregos”. Alguém consegue criar algo velho?

3) “Habitat natural”. Todo habitat é natural; consulte um dicionário.

4) “Prefeitura Municipal”. No Brasil, pelo menos, só existem prefeituras nos municípios.

5) “Conviver junto”. É possível conviver separadamente?

6) “Sorriso nos lábios.” Já viu sorriso no umbigo?

7) “Goteira no teto”. No chão é impossível!

8) “Estrelas do céu”. Paramos à noite para contemplar o lindo brilho das estrelas do mar?

9) “General do Exército”. Só existem generais no Exército.

10) “Manter o mesmo time”. Pode-se manter outro time? Essa nem o Felipão consegue!

11) “Labaredas de fogo”. De que mais as labaredas poderiam ser? De água?

12) “Pequenos detalhes”. Se é detalhe, então já é pequeno. Existem grandes detalhes?

13) “Erário público”. O dicionário ensina que erário é o tesouro público, por isso, erário basta!

14) “Despesas com gastos”. Elas costumam ser muitas. Mas despesas e gastos são sinônimos!

15) “Encarar de frente”. Você conhece alguém que encara de costas ou de lado?

16) “Monopólio exclusivo”. Ora, se é monopólio, já é total ou exclusivo…

17) “Ganhar grátis”. Alguém ganha pagando? É até irônico!

18) “Países do mundo”. E de onde mais podem ser os países?

19) “Viúva do falecido”. Até provar o contrário, não pode haver viúva se não houver um falecido.

Anúncios