O foca desta semana é um jornalista talentoso. E, copiando o bordão da propaganda de uma operadora de TV, “não sou em quem está dizendo”. O Thales foi reconhecido por esse talento e embarcou ontem para a Espanha, onde vai realizar um sonho antigo meu (que acabou engavetado porque a vida me levou por outros caminhos): estudar na conceituada Universidad de Navarra, em Pamplona.

O Thales é um rapaz que alça voos. E não é apenas em aviões, como o que ele tomou com destino ao nordeste espanhol ontem. Nascido em Roseira, cidadezinha de 130 km² com cerca de 10 mil habitantes no interior de São Paulo, ele se mudou para a Grande São Paulo para estudar na Universidade Braz Cubas, em Mogi das Cruzes. Eu o conheci nessa época, em 2011, quando ele me convidou para um debate na faculdade.

Pajé Raimundo da Tribo Dessana Tikuna (foto: Thales Willian)

De Mogi, ele foi à Amazônia, participando do módulo Descobrir a Amazônia, Descobrir-se Repórter, do Projeto Repórter do Futuro, da Oboré. Sobre aquela viagem e seus aprendizados ele escreveu “Mais sustância, por favor”, no projeto Um foca na sexta. “Após discutirmos o tema em conferências na USP, embarcarmos em uma viagem de estudos e reportagens com destino ao território amazônico”, conta. E agora, a Espanha.

Para mim, o recado mais importante do texto do Thales é: não se baste com a faculdade, jamais. Os focas devem correr incessantemente atrás daquilo que interessa a eles – não importa o tamanho dos obstáculos que vai (e vai!) encontrar no trajeto. Deve mergulhar nas paixões, buscar os caminhos para perseguir os sonhos!

Foto: Thales Willian

Anúncios