Don Graham Washington Post

“O Washington Post poderia ter sobrevivido sob a propriedade atual e ser rentável num futuro próximo. Mas queríamos mais do que sobreviver” – Donald Graham, presidente e CEO do jornal norte-americano, vendido na semana passada por 250 milhões de dólares ao fundador da Amazon, Jeff Bezos, ao falar sobre a decisão de passar o diário adiante, terminando com 80 anos de propriedade dos Graham.

Vi em uma coluna sobre o assunto na IJNet: O que a venda do Washington Post ao fundador da Amazon significa para o jornalismo? Para alguns comentaristas, as vendas do WPost para Bezos e do Boston Globes (por meros 70 milhões de dólares para o proprietário do Red Fox, John W. Henry) foram chamadas de “o fim de uma era”.

O texto da IJNet (acima) tem várias outras opiniões de especialistas e executivos da área sobre o impacto do negócio entre Graham e Bezos no jornalismo. Exagero ou não, o fato é que o WPost, o sétimo maior jornal diário nos EUA e uma das mais conceituadas publicações do país, vinha sofrendo um declínio íngreme em seus números de circulação, tanto aos domingos como em dias úteis.

Foto: talkingpointsmemo.com

Anúncios