E se você pudesse espiar atrás das coxias de um teatro durante o exaustivo e incansável ensaio de uma dedicada bailarina e de um ofegante bailarino? E se você pudesse ouvir individualmente cada uma das vozes de um coral de quarenta delas, interpretando uma canção de 500 anos de idade? E se você pudesse fechar os olhos e, ao abri-los de novo, ver que tudo ao seu redor é vermelho – do menor ao maior dos detalhes? E se você pudesse pular, tocar, sentir, deitar-se em uma rede, se molhar, caminhar na grama, ver arte…?

Em Inhotim você pode tudo isso. E mais um monte de coisas. Eu já inhotizei, e inhotizei em ótima companhia, meus anfitriões mineiros! E você?

Y después de ir con los ojos cerrados
Por la oscuridad que nos lleva,
Abrir los ojos y ver la oscuridad que nos lleva
Con los ojos abiertos y cerrar los ojos
(Gonzalo Millán, Visión II)

Anúncios