Um grande amigo meu, da Bahia, me contou hoje que ele poderá vir para São Paulo passar alguns meses, a trabalho. Combinamos de tomar uma cerveja que está pendente há anos, falamos de instalações, relembramos nosso último encontro, no século passado etc. Papo vai, papo vem, ele lança a pergunta:

Como vai estar o tempo nos próximos três meses? Frio a frio pra caraca?

Bom, em se tratando de São Paulo, eu disse a ele, tudo pode acontecer. Inclusive esses tons de frio intercalados por dias de muito calor quando ele sair de casa usando um sobretudo e de tempestade e alagamentos quando ele deixar o guarda-chuva em casa.

Como ele é baiano, disse, não tem sobretudo. Eu tampouco, nunca usaria no meu dia a dia. Mas sugeri que ele arrume um. O guarda-chuva, pelo menos, ele não precisa trazer. Nos primeiros pingos aparecem vendedores em todas as esquinas da cidade. Viva São Paulo!

Anúncios