O presidente palestino, Mahmud Abbas, falou em Ramallah hoje à noite (horário local) e rabiscou os termos do discurso que fará diante da Assembleia Geral da ONU na semana que vem. Em poucas palavras, disse que vai batalhar pelo reconhecimento pleno do Estado palestino junto ao Conselho de Segurança.

As fichas estão lançadas e ele, com isso, se mostra um incrível apostador, porque arrisca uma ajuda mensal de US$ 500 milhões dos EUA. Conversei logo depois do discurso com os embaixadores palestino e israelense em Brasília, Ibrahim Alzeben e Rafael Eldad, respectivamente.

(Outros textos meus no estadão.com.br)

Anúncios