Há dez anos, num 30 de setembro como hoje, começava a Segunda Intifada. Eu não estava aqui e só pisaria no país dois anos depois. Mas já escrevia sobre o Oriente Médio. E me lembro bem daquele dia, em que Sharon pisou na Esplanada das Mesquitas, virando pretexto para a onda de violência que começaria em seguida. Quando eu vim para Israel, em 2002, o país vivia o ano mais pesado da intifada, com dezenas de atentados terroristas suicidas e de ataques de Israel. Dez anos depois, embora a violência tenha diminuído, ainda não há uma solução para o conflito entre israelenses e palestinos.

UPDATE: No Expresso Oriente, meu outro blog, Intifada II, dez anos depois.

Anúncios