Novebox logo

 

 

Muita gente sabe, mas pode ser que você não. Trabalho, aqui em Israel, desde o segundo trimestre de 2008, com telenovelas. Te-le-no-ve-las, sim, porque somos todos latinos – você também! – e aqui lido com produtos de toda a América Latina – o que inclui aquelas que você adorava, que deve ter visto no SBT na época em que o canal não tinha dinheiro para produzir. É. Novelas, enfim.

Mas, diferente do que muita gente pensa, eu não traduzo diálogos dramáticos de traições e romances proibidos. Entendo, é natural achar que essa é a minha função. Moro em Israel, falo hebraico e sei espanhol e português o bastante para traduzir as novelas argentinas, brasileiras*, mexicanas, colombianas etc que a empresa, uma multinacional israelo-argentina presente em cinco países, traz.

E tem outra coisa, que talvez você não saiba. Aqui na televisão israelense as novelas não vão ao ar dubladas. Novelas, como qualquer outro programa, são legendadas em hebraico (e às vezes em árabe ou russo). Então o trabalho é grande, e de fato a empresa tem um departamento (que é mais uma divisão) responsável por codificar os dramalhões.

Sou, então, indo ao que interessa, produtor do site Novebox.com, que mistura as novelas com a mais recente febre mundial, as redes sociais. Loucura para uns, ousadia para outros. E é neste barco que venho navegando.

*Se ficou curioso, agora estão passando no canal Viva, que pertence à mesma empresa onde trabalho, América e Páginas da vida. Sucessos de bilheteria, se bilheteria existisse pra ver novela. É que israelense ama o Brasil.

Anúncios