Confesso: já li outro Gabo. Está virando vício! Dessa vez, em português, Crônica de uma morte anunciada, que adorei. Não tinha lido e amei. Desde o comecinho do livro, desde a primeira linha, sabemos que o sujeito vai morrer. E essa é a graça da história, que vem e vai. Vale a pena ler. Agora, parto para o terceiro Gabo do verão: Notícia de um seqüestro. Conto depois.

[VENTO NA CARA] E entre uma página e outra do livro do Gabriel García Márquez, voltas de moto pela Cidade Santa. Tem foto no flog, aqui, tirada no fim de semana.

Anúncios