Pensei que elas eram como as bonecas russas: passamos todo o tempo jogando esse jogo, curiosos por saber quem será a última, a mais pequenina, que está escondida desde o início dentro das outras. Temos que abrir uma a uma e a cada vez vamos pensar “É esta a última”.

Vi o filme. Gostei. Sou eu lá, até parece. Essa dúvida, esse estar perdido, numa busca que até parece eterna. Até a scooter…

Anúncios