Escrevi uma matéria, que vai ser publicada na próxima edição da Revista 18, em São Paulo, sobre vilas estudantis que estão sendo construídas em locais distantes dos centros em Israel, como o deserto do Negev e o Galil, no norte. Visitei duas dessas comunidades no Negev na semana passada e conversei com alguns dos estudantes que saíram de cidades como Tel Aviv e Jerusalém para viver no meio do deserto. É o pioneirismo do início do Estado de Israel em pleno século 21.

Para ler mais a respeito, aqui. Para ver minha sombra estampada na areia do deserto, perto de Dimona, aqui. Se quiser ver outras fotos que eu fiz por lá, aqui. E se quer ler a matéria da Revista 18, tem que esperar até sair (não sei bem quando, mas aqui dá pra saber).

Anúncios